Vale Europeu

O belíssimo Vale Europeu

Visitar o Vale Europeu é ter a sensação de estar em outro país. A arquitetura, a culinária, os costumes, sua gente, tudo lembra a Europa, mais precisamente a Alemanha, país de onde vieram no século XIX a maioria de seus colonizadores. São mais de 520 mil habitantes detendo um dos melhores padrões de qualidade de vida do Brasil.

Via Claudia Augusta

Além de suas tradições o Vale Europeu, destaca-se pela pujança de sua economia. É uma das regiões mais ricas não só de Santa Catarina, mas também do país. É bastante industrializado com mais de 4.700 indústrias, sendo considerado o maior polo têxtil da América Latina. É uma prova de que o Brasil é um país que tem tudo para dar certo. Mas o Vale não é fértil apenas na agricultura, em sua industrialização, na cultura, na alegria de seu povo. Merecem destaque lindos cenários de belezas naturais, dando aos amantes do ecoturismo um prato cheio de opções: montanhas, cachoeiras, cavernas, rios caudalosos e com fortes correntezas, trilhas ecológicas.


O Vale do Itajaí, também conhecido por Vale Europeu, é a região mais alemã do Brasil. Sua colonização foi efetuada principalmente no século XIX por imigrantes alemães. Os alemães começaram a chegar em 1828 e vieram em grande número após 1850. Ali, os imigrantes receberam lotes de terra e passaram a se dedicar à agricultura, fundando colônias que se transformaram em cidades importantes, como é o caso de Brusque, Itajaí e Blumenau, as maiores cidades da região. A influência germânica é sentida em toda a região, desde a arquitetura enxaimel, o idioma (há grandes minorias de língua alemã), a culinária, o artesanato e as festas típicas- com destaque para a Oktoberfest e Fenarreco.

Primeiro Dia

Chegada individual em Pomerode.

Segundo Dia

Partindo de Pomerode, iremos por seu interior onde por vários momentos passamos por casas coloniais em estilo enxaimel. Passaremos pelas cidades de Indaial e Ascurra, até encerrarmos em Rodeio.

Terceiro Dia

Ao amanhecer partiremos de Rodeio com destino ao Zinco, onde percorreremos a famosa subida dos anjos.

Quarto Dia

Após nosso café da manhã no Zinco, em meio a suas quedas d’agua, sua principal cachoeira presenteio nossos olhos com sua beleza, então seguiremos para Doutor Pedrinho.

Quinto Dia

Em meio as suas plantações de arroz, sairemos de Doutor Pedrinho com destino a Alto Cedro, e em seu caminho visitaremos a cascata Véu de Noiva.

Sexto Dia

Saindo de Alto Cedro, as margens de sua linda represa, passaremos em Palmeiras, margeando a represa Rio Bonito, em seguida as cidades de São João e Benedito Novo, até encerrarmos nosso dia em Timbó.

Sétimo Dia

Partindo de Timbó, em nosso último dia do roteiro, passaremos por Rio dos Cedros, subiremos o vale do Rio Ada, cruzaremos o Morro do Schmidt para encontrarmos a Rota do Enxaimel, que nos levará de volta a Pomerode.

Oitavo Dia

Nosso café da manhã de confraternização e despedida.

O que devo levar

Bicicleta, Capacete, Bandanas, Óculos e Luvas.

Roupas para o roteiro: Como todos estão percebendo, o tempo está imprevisível em todo o planeta, portanto vamos levar também roupas para temperaturas mais baixas. (máximo: segunda pele + camisa + fleece + capa ou corta vento).

Valores:

  • R$ 2.200,00 por pessoa em quarto duplo ou triplo.

Forma de Pagamento:

  • R$ 600,00 na Confirmação.
  • R$ 600,00 45 dias antes do início do passeio.
  • Saldo 7 dias antes do início do passeio.

Após a inscrição realizada, o participante que cancelar sua reserva não terá direito a devolução.
A organização considerará a possibilidade de devolução no caso da vaga ser preenchida por outra pessoa.

Serviços Inclusos:

  • Hospedagem em Hotéis e Pousadas regionais.
  • Café da Manhã.
  • 05 Jantares (exceto bebidas).
  • Transporte de Bagagem de hotel a hotel.
  • Guia.

Serviços Não Inclusos:

  • Translado até e após Pomerode.
  • Bicicleta.
  • Inicio: 11/11/2018
  • Fim: 18/11/2018